Domingo, 9 de Janeiro de 2011

é tudo uma questão de hábito

Só me ocorreu dizer “na perspectiva do ladrão, hoje é a noite ideal para me assaltarem o quiosque” depois de o ladrão me assaltar o quiosque. Se eu dissesse “na perspectiva do ladrão, hoje é a noite ideal para me assaltarem o quiosque” antes de o ladrão me assaltar o quiosque, eu estaria perfeitamente certo. Dizê-lo depois torna a mensagem num desabafo de quem sabe que aquela era a noite ideal para ser assaltado. Mas eu disse-o, a caminho do quiosque, na tentativa frustrada de me consolar.

Estávamos na véspera de Natal, onze e tal da noite, pouco antes da chegada do pai natal, que por acaso nem chegou a aparecer. Alertado pelo pessoal que na noite de Natal ficou de plantão na central de alarmes da securitas não sei das quantas, lá foi metade da família a caminho do local do crime. Havia 60% de probabilidades de ser um mosquito gigante e 30% de probabilidades de o Tom Sawyer nº7 se ter suicidado de uma altura de 5 prateleiras. Nos restantes 10%... é larápio.

Saiu larápio. Partiu o vidro e foi embora, o que transforma o larápio num vândalo, num delinquente sem experiência profissional ou num bandido com a 4ª classe por completar – os inúmeros autocolantes que identificam a ligação de um alarme ao espaço comercial são mesmo verdadeiros e informam qualquer coisa como “ou partes esta merda toda rapidamente e levas o que tens a levar, ou a estridente e crescente campainha que não tarda vai soar encarrega-se de te furar os tímpanos e chamar para a rua metade da população vizinha”.

Portanto, isto foi 6ª feira, 24. Passei o Natal diferente, com 748 maços de tabaco em casa. O quiosque ganhou um vidro novo, obrigado.

publicado por ardinario às 12:58
link do post | comentar | favorito
2 ardinarices:
De blocosemfolhas a 18 de Janeiro de 2011 às 12:01
e afinal roubou o q?


De ardinario a 19 de Janeiro de 2011 às 11:19
nada, népias. Partiu e depois... partiu


Comentar post

.ardinario

RSS

.Vieram cá parar

.posts recentes

. A ORLANDA NÃO PERCEBE

. O PERFUME QUE ERA MEU

. O 11 DE SETEMBRO DOS QUIO...

. 3000 METROS OBSTÁCULOS

. Abra-se o livro!

. A vida dá muitas voltas

. À atenção dos accionistas...

. QUIOSQUE QUE LADRA NÃO MO...

. Última hora!

. O CURSO DE LÍNGUAS E O RO...

.arquivos

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2013

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.links