Segunda-feira, 9 de Outubro de 2006

Dia 28 - Fracasso na Informatização

Não me incomoda abrir o quiosque ao Domingo. Primeiro, porque estando o quiosque localizado numa zona comercial de grande movimento, como que por milagre o espaço que o rodeia se transforma num certo ambiente de lazer, muito próprio de um Domingo. Segundo, porque depois da "tempestade" de Sábado vem um retemperador Domingo onde os 6 metros quadrados se tornam num local mais arejado e limpo. Com o sol a acompanhar, a atmosfera matinal ganha ainda um outro sabor e fácilmente esqueço as horas de sono que fiquei a dever à cama.

Hmmm... chega de mariquices! Vamos ao que interessa.

Image Hosted by ImageShack.us

Foi o final da semana 3...

Image Hosted by ImageShack.us

...com uma performance mais positiva que a semana anterior:

Image Hosted by ImageShack.us

E o ponto da situação é este:

Image Hosted by ImageShack.us

Como perder 2 horas de vida

Na sequência de um contacto que me foi feito há uns tempos, resolvi ir hoje assistir a uma demonstração de um software para quiosques/papelarias. A experiência, vou já revelar, foi desastrosa. Não pelo software em si, mas sim pela forma como o mesmo foi apresentado.
Não tenho dúvidas que um produto, por muito mau que seja, se bem promovido e apresentado de uma forma agradável, é perfeitamente vendável desde que o seu promotor/vendedor siga uma série de regras. O exemplo que vivi hoje vem provar que por detrás de um potencial bom produto pode surgir algo ou alguém que o torne um fiasco.
Sinceramente não consigo deixar aqui uma opinião formada sobre o software que me foi apresentado. Não bastava ter que esperar 15 minutos por suas excelências, a acrescentar mais 20 pela reinstalação do software que teimava em não entrar, ainda fui obrigado a assistir ao vivo, em plena apresentação, a chamadas do Messenger ao apresentador, descarragementos do emule e outros que tais, enquanto esperava em vão que me fosse disponibilizada uma frase com nexo em relação ao produto. Foi mau de mais.
No final, a única informação útil que consegui arrancar foi de um quiosque onde o software estivesse devidamente instalado, para poder confrontar o proprietário sobre a validade e utilidade do mesmo. Mesmo assim, o homem engasgou-se, e fiquei na dúvida se tal estabelecimento existe.
Se ontem as probabilidades de comprar um software para o quiosque rondavam os 20%, hoje certamente caíram para perto dos zero.

Vamos às rosinhas.

Image Hosted by ImageShack.us

A verde está o que subiu desde a semana anterior.

Entretanto, a revista Sábado, ao contrário do que se tinha vindo a verificar no resto do ano, confirma a ultrapassagem à Visão. A Focus lá vai lutando pela vida...

Image Hosted by ImageShack.us

Hoje, 2ª feira, começou a contagem de clientes e respectivas horas de maior movimento. Termina na 6ª feira. Quem compra mais: homens ou mulheres? Em que altura do dia? Pelos dados que hoje tirei, já fiquei com uma ideia. Aceitam-se apostas.
publicado por ardinario às 21:25
link do post | comentar | favorito
4 ardinarices:
De Puxa saco a 9 de Outubro de 2006 às 22:55
Eu aposto que as horas de maior movimento são entre as 8.30h e as 9.30h, nos chamados dias úteis e entre as 10 e as 12 horas ao fim de semana e feriados.
Ando longe da verdade?


De josé a 10 de Outubro de 2006 às 17:43
Cá por mim, as horas de maior movimento, para os homens, são depois das 8 da noite ( isso se o quiosque for num centro comercial, como parece que é) e para as mulheres, são durante a tarde...

Isso durante os dias de semana.
Ao Sábado e Domingo, para os homens é logo pela manhã e para as mulheres continuam a ser de tarde.


De Anónimo a 10 de Outubro de 2006 às 23:34
Por que será que a TV 7Dias vende revistas daquela maneira? Se calhar porque metade dos clientes do quiosque não preferem o Público...
Extrardinário


De ardinario a 11 de Outubro de 2006 às 23:06
Amanhã já se saberão as horas de ponto com mais clareza.
José, abro às 8 e fecho às 19. Centro comercial... não.
Anónimo, faço a mesma pergunta...


Comentar post

.ardinario

RSS

.Vieram cá parar

.posts recentes

. A ORLANDA NÃO PERCEBE

. O PERFUME QUE ERA MEU

. O 11 DE SETEMBRO DOS QUIO...

. 3000 METROS OBSTÁCULOS

. Abra-se o livro!

. A vida dá muitas voltas

. À atenção dos accionistas...

. QUIOSQUE QUE LADRA NÃO MO...

. Última hora!

. O CURSO DE LÍNGUAS E O RO...

.arquivos

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2013

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.links