Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

E ao vigésimo sétimo dia de 2012...

... já temos vencedor para a categoria "O quiosque como serviço social":

 

- Oh menino, veja lá se esta carta da segurança social é para saber se eu estou morta ou viva.

publicado por ardinario às 11:50
link do post | comentar | ver ardinarices (2) | favorito
Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

Escrever sobre escrever sobre o Barça

Ontem acusaram-me de incluir demasiadas vezes o gato no blog, e da lamechice que isso representa para o mundo em questão. Com razão. Quero redimir-me. O tema hoje é bola e nada mais que bola.

Já perdi a conta ao número de vezes que escrevi sobre o Barça. Nenhum dos textos chegou a ver a luz do dia. Podia inclusivamente criar um blog só com textos sobre tentativas frustradas de definir e sobretudo explicar o porquê de haver uma equipa como o Barça. Seria "O Real de Madrid dos blogs sobre o Barça". Resta-me por isso atirar a toalha ao chão e fazer aquilo que os cronistas fazem quando estão sem tema: escrever sobre a escrita, ou a falta dela.

Ontem dei de trombas com este vídeo:

 

 

Este vídeo só vem provar aquilo que há muito desconfiava: não percebo nada de bola. Pior: não sei ver um jogo de futebol. Quando o gajo mais importante do Barça é o... hmmmm... como é que ele se chama mesmo?.... o Busquets (e o Guardiola diz que o Barça é o Busquets e mais 10), e eu só tenho olhos - passe a expressão - para o Xavi, o Iniesta e o Messi, então não tenho as mínimas condições para tecer teorias ou conspirações sobre este Barça.

Também me parece que a questão que o mundo deve colocar não é "Qual é a melhor equipa de sempre?", e deixar depois várias alíneas para o mundo poder escolher. A questão a colocar é "Qual é a melhor equipa de sempre? O Barça da liga dos campeões ou o Barça que joga contra o Real Madrid?". A questão que o mundo deve colocar não é "Qual é o melhor jogador do mundo?", e deixar depois o mundo opinar sobre alguns tipos que jogam à bola, de diferentes nacionalidades. A questão que o mundo deve colocar é: "Qual é o melhor jogador do mundo? O Messi da 1ª parte ou o Messi da 2ª parte?".

Tudo o resto, desde as movimentações, com ou sem bola, os passes, de olhos abertos ou fechados, as fintas, com cueca ou sem cueca, e tudo o que está ligado ao pormenor técnico-táctico... não consigo explicar. Basta apreciar.
Prognóstico para hoje: 2-0 aos 32 minutos.

publicado por ardinario às 11:41
link do post | comentar | ver ardinarices (1) | favorito
Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

Vá-se lá entender os animais...

Ano e meio depois de decidir fazer carreira como guitarrista, eis que consigo finalmente tocar a primeira música do princípio ao fim. Com voz e tudo, tipo Paul Simon mas em bom. Começa assim a ganhar contornos a primeira tournée mundial, cujo alinhamento consistirá de apenas uma música, tocada vezes e vezes sem conta. Vamos acreditar que será possível.

 

Mas há problemas, em particular com o gato. Apesar de eu considerar, por unanimidade, a minha versão como a melhor versão de sempre do "Decomposing Trees", ao ponto de superar o original, o gato parece não partilhar da mesma opinião, o que leva a minha auto-confiança do nível "meia-hora à Benfica" para o nível "uma época à Sporting".
O que é que acontece? Simples: o gato foge sempre que eu pego na guitarra. Atenção! Não é quando começo a tocar. É quando começo a pegar. Na guitarra. Sai do quentinho da sala, despede-se do cobertor, abandona o seu recanto favorito, ignora o resto do episódio do dia do National Geographic e dirige-se para a cozinha, local que detesta, em tijoleira de aspecto frio e de entretenimento nulo. Depois finge que vai mijar.
Será que o gato não gosta de Galaxie 500? Fiz o teste. Gato no colo, Galaxie 500 no youtube. Nem se mexeu.
Será que a frequência do som das cordas interferem com seus bigodes, desorientando-o ao ponto de se instalar na cozinha? Fui ao quiosque. Um belo quiosque, por sinal. Na secção de revistas de gatos (lê-se "dentro do quiosque, ligar o computador, abrir o google e procurar por gatos audição") encontra-se algo como "A audição dos gatos é muito mais sensível do que a dos homens e cães. Seus ouvidos afunilados canalizam e amplificam os sons como um megafone". Hmmmm.... já sei. Estou a tocar muito alto e isso incomoda o bicho. E na verdade o teste no youtube foi com o som quase no mínimo.
Voltemos para casa. Gato no colo, Galaxie 500 no youtube, som a rebentar pelas costuras. Nem um simples bocejar.
Pego na guitarra... e lá vai ele. Muito xixi faz este gato.
publicado por ardinario às 22:05
link do post | comentar | ver ardinarices (10) | favorito
Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

Novo provérbio

Como dizia a minha avó, "quem anda à chuva molha-se". Como dizia um anónimo, "o tomate engorda" (inocente adaptação ao "o que não mata engorda"). E como eu costumo dizer, pelo menos de há uma hora para cá, "em terra de pescadores, se uma peixeira for ao teu quiosque trocar moedas e não te podes dar ao luxo de recusar a proposta porque o teu dealer habitual foi fazer uma cura, calça uma luvas ou arriscas-te a tresandar a peixe nas próximas 24 horas e a passar a andar na rua com meia dúzia de gaivotas atrás".

publicado por ardinario às 11:42
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 17 de Janeiro de 2012

Uma raspadinha

Tem acontecido por estes dias um fenómeno curioso que deverá merecer a atenção das entidades competentes ou até mesmo um post no facebook por parte do senhor Presidente da República: existe uma procura desmedida por raspadinhas. Personalidades de todas as idades e feitios (personalidade=pessoa que se aproxima do quiosque num raio de 5 metros), a um ritmo diabólico e mostrando por vezes alguma ansiedade, parecem estar a chegar à conclusão que a raspadinha merece um investimento mais atrevido.

Duas más notícias. A primeira má notícia é que não tenho raspadinhas para vender, defraudado assim milhões de pessoas e accionistas. A segunda má notícia é que não há boas notícias a retirar deste estranho fenómeno. Nem explicações. Tenho percorrido a concorrência mais próxima em busca de pistas. O Sherlock Holmes que há em mim relata-me que não há quiosques a fechar, que os que sobrevivem continuam a vender raspadinhas a um ritmo normal, que não há prémios milionários para raspar, e que os montantes de resgate de certificados de aforro se encontram estabilizados. Assim de repente, não há motivos óbvios que levem os milhões de clientes que diariamente aqui passam, a querer raspar desalmadamente, como se o mundo fosse acabar no dia 21 de Março de 2012 às 18:30 hora de Lisboa (previsão minha).

Portanto, fica aqui o alerta para sociólogos e afins. Há malta a investir forte na raspadinha, essa malta escolheu este quiosque para manifestar essa vontade, essa vontade não apresenta sinais de abrandamento, esta falta de sinais de abrandamento ainda não me convenceu a investir forte na venda de raspadinhas, esta possível venda de raspadinhas poderá chocar com aquelas pessoas que aqui vêm pedir-me uma rapidinha, e agora não posso continuar porque uma senhora que não fala e que me pede as coisas por gestos, precisava de lenços de papel e acabou de assoar-se nas próprias mãos. Vou ali morrer e volto mais tarde.

publicado por ardinario às 11:12
link do post | comentar | ver ardinarices (3) | favorito
Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2012

O Jornal de Notícias, por favor

Parece que há um cliente meu (e eu confirmo) que me compra o Correio da Manhã todos os dias. Nada de mal, antes pelo contrário, e aproveito a oportunidade que me é aqui concedida para o convidar a renovar esse seu ritual por mais duas ou três épocas. O curioso da questão reside no facto de o dito senhor pedir invariavelmente o excelentíssimo Jornal de Notícias, quando na verdade quer levar o Correio da Manhã. E passo a descrever todo o ritual.

Do exterior, debruça-se sobre a banca interior, num esforço admirável considerando o seu estado de degradação, aponta para o jornal onde se pode ler em letras garrafais brancas sobre fundo vermelho “CORREIO DA MANHÔ, e ao mesmo tempo que recolhe o seu débil esqueleto de volta ao mundo exterior do quiosque, exclama, como quem sabe de antemão o défice público para 2017: “é o Jornal de Notícias, por favor”.
Ao início era chato. Eu dava-lhe o Jornal de Notícias e o senhor corrigia: “Desculpe lá, é o Correio da Manhã...”. Mais tarde, entregava-lhe o Correio da Manhã, mesmo que o Jornal de Notícias fosse o escolhido (nunca tive reclamações). Ultimamente, limito-me a antecipar todo o processo até porque a condição física do senhor anda um pouco em baixo e registo logo o Correio da Manhã e faço logo o troco porque o senhor paga sempre com 5 euros mesmo tendo na carteira duas toneladas de moedas e o senhor é um agarrado às moedas e mesmo que eu pergunte se as quer trocar até porque me dá muito jeito quando o meu dealer dos trocos está a ressacar ele diz que precisa delas portanto no dia em que faltarem moedas de euro no mundo já sabemos todos onde elas estão. Agora perdi-me...
Ah, hoje o senhor pediu-me o Correio da Manhã. E era mesmo o Correio da Manhã que o senhor queria. Haja esperança para um mundo melhor!

publicado por ardinario às 12:16
link do post | comentar | ver ardinarices (1) | favorito

.ardinario

RSS

.Vieram cá parar

.posts recentes

. A ORLANDA NÃO PERCEBE

. O PERFUME QUE ERA MEU

. O 11 DE SETEMBRO DOS QUIO...

. 3000 METROS OBSTÁCULOS

. Abra-se o livro!

. A vida dá muitas voltas

. À atenção dos accionistas...

. QUIOSQUE QUE LADRA NÃO MO...

. Última hora!

. O CURSO DE LÍNGUAS E O RO...

.arquivos

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2013

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.links