Segunda-feira, 18 de Setembro de 2006

O futuro dos jornais

O suplemento Dia D, do Publico de 6ª feira passada , traz um artigo interessantíssimo sobre o estado actual dos jornais portugueses e o seu futuro.

Image Hosted by ImageShack.us

A razão para o descréscimo das vendas deve-se a um conjunto de factores:

-Quebra da natalidade, o que implica a ausência de reposição de leitores, que são pessoas cada vez mais velhas;
-Internet;
-Aparecimento de jornais gratuitos;
-Mudança nos hábitos de leitura (há cada vez menos jovens a ler em papel).

O que faz com que...

Image Hosted by ImageShack.us

No mesmo suplemento, Gustavo Cardoso, presidente do Observatório da Comunicação (Obercom), empresta-nos algumas ideias:

[...a venda de produtos associados] é uma das soluções do modelo de negócio do jornal.

Se as universidades têm menos alunos, é natural que os jornais tenham menos leitores.

O jornal vai buscar dinheiro sobretudo à publicidade. A menor fatia é a do pagamento em banca. A publicidade só vale em função do número de pessoas a que se chega. Essa é a regra.

[Os jornais de referência deviam ponderar a hipótese de passarem as gratuitos?] A questão é saber se, sendo gratuito, haverá mais gente a ler e logo mais publicidade, compensando retirar o preço. O certo é que, quando se dá esse passo, não há retorno. [...] Todas as empresas estão a colocar o cenário em cima da mesa.

[Sobre o surgimento do Sol] Se só existe um semanário, então faz sentido haver outro. [...] O Expresso, além de ser um jornal, é também um modo de estar ao fim-de-semana. Mas tem sido o único...
publicado por ardinario às 16:11
link do post | comentar | favorito
4 ardinarices:
De Puxa-saco a 18 de Setembro de 2006 às 17:33
Não tenho a mais pequena dúvida que se os jornais passassem a ser gratuitos,ganhariam uma infinidade de leitores.
Outra pecha é a falta de hábitos de leitura de jornais por parte dos mais novos. Estou convencido que se houvesse jornais disponíveis nas escolas, dali viriam montes de leitores fiéis para toda a vida.


De ardinario a 18 de Setembro de 2006 às 22:10
"Não tenho a mais pequena dúvida que se os jornais passassem a ser gratuitos,ganhariam uma infinidade de leitores."

Acredito que sim, mas isso não me convém nada...

"Outra pecha é a falta de hábitos de leitura de jornais por parte dos mais novos. Estou convencido que se houvesse jornais disponíveis nas escolas, dali viriam montes de leitores fiéis para toda a vida."

Ora aí está uma óptima actividade para aquelas horas extra a que os miúdos são agora obrigados.


De Anónimo a 19 de Setembro de 2006 às 06:03
O blog está óptimo, e muito original. Parabéns!
Na primeira linha, porém, precisa de não se esquecer que traz de trazer não é o mesmo que trás de traseiro.
Saudações,
Ratmic


De ardinario a 19 de Setembro de 2006 às 15:02
Obrigado.
Tem toda a razão. Já corrigi.


Comentar post

.ardinario

RSS

.Vieram cá parar

.posts recentes

. A ORLANDA NÃO PERCEBE

. O PERFUME QUE ERA MEU

. O 11 DE SETEMBRO DOS QUIO...

. 3000 METROS OBSTÁCULOS

. Abra-se o livro!

. A vida dá muitas voltas

. À atenção dos accionistas...

. QUIOSQUE QUE LADRA NÃO MO...

. Última hora!

. O CURSO DE LÍNGUAS E O RO...

.arquivos

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2013

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.links