Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2012

O Jornal de Notícias, por favor

Parece que há um cliente meu (e eu confirmo) que me compra o Correio da Manhã todos os dias. Nada de mal, antes pelo contrário, e aproveito a oportunidade que me é aqui concedida para o convidar a renovar esse seu ritual por mais duas ou três épocas. O curioso da questão reside no facto de o dito senhor pedir invariavelmente o excelentíssimo Jornal de Notícias, quando na verdade quer levar o Correio da Manhã. E passo a descrever todo o ritual.

Do exterior, debruça-se sobre a banca interior, num esforço admirável considerando o seu estado de degradação, aponta para o jornal onde se pode ler em letras garrafais brancas sobre fundo vermelho “CORREIO DA MANHÔ, e ao mesmo tempo que recolhe o seu débil esqueleto de volta ao mundo exterior do quiosque, exclama, como quem sabe de antemão o défice público para 2017: “é o Jornal de Notícias, por favor”.
Ao início era chato. Eu dava-lhe o Jornal de Notícias e o senhor corrigia: “Desculpe lá, é o Correio da Manhã...”. Mais tarde, entregava-lhe o Correio da Manhã, mesmo que o Jornal de Notícias fosse o escolhido (nunca tive reclamações). Ultimamente, limito-me a antecipar todo o processo até porque a condição física do senhor anda um pouco em baixo e registo logo o Correio da Manhã e faço logo o troco porque o senhor paga sempre com 5 euros mesmo tendo na carteira duas toneladas de moedas e o senhor é um agarrado às moedas e mesmo que eu pergunte se as quer trocar até porque me dá muito jeito quando o meu dealer dos trocos está a ressacar ele diz que precisa delas portanto no dia em que faltarem moedas de euro no mundo já sabemos todos onde elas estão. Agora perdi-me...
Ah, hoje o senhor pediu-me o Correio da Manhã. E era mesmo o Correio da Manhã que o senhor queria. Haja esperança para um mundo melhor!

publicado por ardinario às 12:16
link do post | comentar | favorito
1 ardinarice:
De Cantinho da Ni a 16 de Janeiro de 2012 às 19:57
Fantástico :)) Haja esperança!!!


Comentar post

.ardinario

RSS

.Vieram cá parar

.posts recentes

. A ORLANDA NÃO PERCEBE

. O PERFUME QUE ERA MEU

. O 11 DE SETEMBRO DOS QUIO...

. 3000 METROS OBSTÁCULOS

. Abra-se o livro!

. A vida dá muitas voltas

. À atenção dos accionistas...

. QUIOSQUE QUE LADRA NÃO MO...

. Última hora!

. O CURSO DE LÍNGUAS E O RO...

.arquivos

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2013

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.links