Terça-feira, 12 de Julho de 2011

A Crise - fascículo nº3

Já há muito tempo que não escrevo sobre futebol. Então cá vai:

 

(...)

 

Muito bem, seguimos então para o registo habitual.

Estamos com problemas aqui no quiosque (digo "estamos" porque quando há problemas somos todos culpados e quando as coisas correm bem sou o único responsável). Portanto, nós aqui fazemos colecções de crises por fascículos (à atenção da Planeta Agostini, está aqui uma óptima ideia). Começámos por comprar ao senhor da internets a crise da imprensa escrita. Parece que há pessoas que preferem ler notícias fresquinhas num monitor em vez de esperar que saiam em papel no dia seguinte, pagar 1 euro e sujar as mãos. Vá-se lá entender esta gente...

Depois adquirimos uma crise económica e financeira de proporções muito jeitosas. Juntámos à crise anterior, mexemos, abanámos, levámos ao lume e voilá: entre o Record e a Bola, o cliente decide-se por uma Bubblicious de mentol.

Durante o processo de cozedura, visitámos à 3ª feira nacional da crise e somos agora dignos representantes da crise de carácter do cliente. O que é isto da crise de carácter do cliente?, pergunta o senhor ali da 2ª fila. Muito bem, a crise de carácter do cliente, como o próprio nome indica, transforma o carácter do cliente, dando-lhe poderes maquiavélicos que usa em seu proveito para combater a crise de proporções muito jeitosas que falei lá atrás. É o cliente que comprava o seu dvdzinho, punha o respectivo jornal no cesto para o gato e à noite via o dvdzinho descansado no sofá juntamente com o seu gato. Eram os dois muito felizes, o cliente e o seu gato. Agora é o cliente que compra o seu dvdzinho, vende o jornal ao vizinho por metade do preço de capa, vê o dvdzinho descansado no sofá (o gato agora é vadio, dá menos despesa) e no dia seguinte dirige-se ao local de compra juntamente com a caixinha do dvdzinho mas sem dvdzinho e declama o poema "chefezinho, a caixinha vinha sem dvdzinho...".

Como se combate uma crise destas dimensões? Com algum jogo de cintura e muita burocracia. Não afastamos a hipótese da caixinha vir sem dvdzinho, mas não baixmos as calças de imediato. Explicamos a situação ao fornecedor. A situação vai para análise do fornecedor. A burocracia do próprio fornecedor entretém a situação por tempo indeterminado. Assim que obtemos a resposta do fornecedor, burocratizamos a coisa na nossa própria casa, entregando a situação ao Departamento da Análise ao Processo de Coisas, um departamento super-complexo e muito pouco eficiente. Entretanto o cliente pode ter morrido. De impaciência, de tédio ou de morte natural. Se for insistente então se calhar o dvdzinho não vinha mesmo dentro da caixinha. Ganha 1,99€ e um trauma tão grande ao processo que não volta a cair na asneira de reclamar uma caixinha sem dvdzinho, mesmo que não haja de facto um dvdzinho dentro da caixinha.

publicado por ardinario às 11:55
link do post | comentar | favorito

.ardinario

RSS

.Vieram cá parar

.posts recentes

. A ORLANDA NÃO PERCEBE

. O PERFUME QUE ERA MEU

. O 11 DE SETEMBRO DOS QUIO...

. 3000 METROS OBSTÁCULOS

. Abra-se o livro!

. A vida dá muitas voltas

. À atenção dos accionistas...

. QUIOSQUE QUE LADRA NÃO MO...

. Última hora!

. O CURSO DE LÍNGUAS E O RO...

.arquivos

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2013

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.links